terça-feira, dezembro 10, 2013

Qual o exercício ideal: pilates, musculação ou treino funcional

A oferta atual de aulas de ginástica e exercícios é tão grande que as propostas de resultado das modalidades por vezes acabam se perdendo num mar de informações que chega aos interessados. Afinal, qual escolher? O primeiro passo é definir qual é o seu objetivo ao praticar um esporte: emagrecer? Ganhar massa magra? Qualquer que seja sua resposta, provavelmente vai passar pela sua cabeça optar pela clássica musculação, pelo mais recente queridinho das academias, o treinamento funcional, ou pelo badalado pilates, três das práticas mais difundidas hoje em dia. “Uma das mais frequentes interrogações atualmente é o que as diferencia e o que as assemelha”, explicaRafaela Porto, educadora física da Pilates Studio Fit.
Para acabar de vez com a dúvida, descubra a seguir o que cada um dessa tríade pode fazer pelo seu corpo - e porque o treinador de beldades como Ísis Valverde e Flávia Alessandra opta por um treino que mistura todos eles.
Pilates
“A metodologia é baseada no controle da respiração e alinhamento da coluna através do fortalecimento de músculos profundos do tronco e abdome”, explica Rafael Lund, personal trainer caricoca resonsável pelo corpo em forma de várias globais. Ótima opção para quem já está no peso ideal e busca apenas tonificar os músculos (sem almejar curvas de mulher-fruta), já que ele define abdome, glúteos e pernas. “Com aparelhos, o resultado é melhor porque dá para aumentar a sobrecarga e dificultar os exercícios”, diz Isaias Lemes, professor da academia Bio Ritmo. Mas se quiser queimar algumas gordurinhas no processo, a indicação são as aulas de Cardio (ou Mat) Pilates, um circuito de uma hora com vários exercícios da modalidade feitos em sequência rápida prometendo queimar cerca de 400 calorias por aula ou ainda a utilização da plataforma de salto, chamada de Jump Board. “Ela proporciona um desafio aeróbico por fazer com que o aluno não descanse entre os saltos, exigindo assim maior ativação de pernas, braços e abdome”, explica Rafaela. 
Musculação
Atende a todos os interesses, já que os efeitos dependem do número de repetições e peso das cargas: quanto maior o número de repetições e menor a carga, mais vai beneficiar quem quer secar, já que queima um maior número de calorias e ajuda a ficar durinha sem ganhar mais bumbum, por exemplo. Já o contrário - um treino menos repetições com mais peso - incentiva o aumento de volume dos músculos e ganho de massa magra. É a técnica que acaba dando os resultados mais rápidos. “Se o objetivo do cliente for hipertrofia, acho muito difícil conseguir com qualquer outra forma de atividade resultados tão expressivos como os da musculação convencional”, explica Rafael. “Utilizam-se pesos de maneira progressiva, então sabemos exatamente o resultado que teremos ao aplicar cada carga e, por isso, conseguimos determinar diversos programas. Esta forma de treinamento físico pode ser utilizada para fins atléticos, estéticos e de saúde”, completa Rafael. “O treino da Flavia Alessandra, por exemplo, sempre inclui alguns exercícios de musculação especialmente para reduzir os desconfortos que ela tem em algumas articulações”, exemplifica. 
Treinamento Funcional
A melhor opção pra quem quer secar alguns quilinhos, já que são uma espécie de cópia dos movimentos que o corpo faz em situações cotidianas - como mudar um sofá de lugar - e podem ser adaptados aos objetivos de cada pessoa, levando a utilização de um maior número de músculos por exercício (e, consequentemente, a um maior gasto calórico se for esse o caso). “O principal objetivo é resgatar a funcionalidade que foi perdida ao longo do tempo. Representa uma volta à utilização dos padrões fundamentais do movimento humano, como empurrar, puxar e agachar, envolvendo a integração do corpo todo”, explica Rafael. Ainda que cumpra uma função diferente da musculação, as séries funcionais acabam agradando quem fugia das repetitivas máquinas. “O treino da Isis Valverde, por exemplo, tem muitos exercícios funcionais, cada vez mais difíceis, que envolvam equilíbrio, força, agilidade. Ela não gosta de musculação, porém adora desafios, então a ideia é conseguir fortalecer e manter o corpo dela seco. Pra esse objetivo, essa forma de treino se encaixa perfeitamente”, indica Rafael.
O ideal?
Uma mistura das três modalidades. “É muito comum, atualmente, profissionais misturarem as técnicas para atingir o resultado esperado por seus alunos. Eu considero muito importante o controle da respiração do Pilates, acho fundamental o conhecimento científico que a musculação forneceu ao longo de tantos anos de pesquisa, mas é impossível deixar de lado os benefícios recentes que o treinamento funcional tem apontado, por isso não me prendo a apenas uma técnica“, diz o treinador das famosas. (VICTORIA MARCHESI)
Fonte: vogue.globo.com

Pilates: completo, divertido e com resultados rápidos

O método Pilates foi desenvolvido por Joseph Pilates no início da década de 1920, e tem como base um conceito denominado de contrologia. Segundo Pilates, contrologia é o controle consciente de todos os movimentos musculares do corpo. É a correta utilização e aplicação dos mais importantes princípios das forças que atuam em cada um dos ossos do esqueleto, com o completo conhecimento dos mecanismos funcionais do corpo, e o total entendimento dos princípios de equilíbrio e gravidade aplicados a cada movimento, no estado ativo, em repouso e dormindo.
Um pouco de história
Pilates nasceu em 1883, na Alemanha. Seu pai era um ginasta de descendência grega, sua mãe era naturopata – já falamos da naturologia, a evolução da naturopatia, aqui. Os pais foram as duas grandes influências na vida do filho, que era uma criança doente, sofria de asma, raquitismo e febre reumática. Por conta do nome, Pilates sofreu muito bullying na escola. Por conta disso tudo, ele dedicou a vida a melhorar a sua saúde através do exercício e força.
Uma das suas premissas é que a saúde física é o primeiro degrau para a felicidade. Ele focalizou nas técnicas respiratórias para se curar da asma. E se exercitava de calção ao ar livre para se curar do raquitismo – que é causado pela deficiência de vitamina D, produzida no corpo pela exposição ao sol. Aos 14 anos, ele estava em forma e posava para desenhos anatômicos.
Estudou musculação, ioga, artes marciais e ginástica. As influências destas práticas estão presentes na prática do Pilates. Em 1912, Joseph mudou-se para a Inglaterra, onde trabalhou como boxeador profissional, artista de circo e treinador de defesa pessoal da Scotland Yard.
Durante a Primeira Guerra Mundial, Pilates foi preso junto com outros cidadãos alemães na Ilha de Mann. As condições de saúde eram precárias. Entretanto, ele insistiu que todos no pavilhão participassem das suas rotinas diárias de exercícios.
Alguns feridos, que estavam muito fracos para sair da cama. Então Pilates usou as molas das camas acopladas às suas cabeceiras e pés para criar exercícios para quem estava acamado. Essas camas são as precursoras dos aparelhos de Pilates, como o Cadillac e o Reformer, pelos quais o método é reconhecido. Diz a lenda que durante a grande epidemia de gripe, em 1918, nenhum dos soldados sob os cuidados de Pilates morreu.
Depois da Guerra, Pilates voltou à Alemanha e colaborou com especialistas em dança e exercício, como Rudolph Laban. Ele também treinou policiais. Decepcionado com a pátria por conta da ascensão do Partido Nazista, emigrou para os Estados Unidos. Foi na viagem que Joseph conheceu uma jovem enfermeira chamada Clara, que se tornaria sua esposa.
O casal criou um estúdio em Nova Iorque, onde supervisionaram seus alunos até a década de 60. A contrologia foca no controle dos músculos posturais básicos, que ajudam a fornecer equilíbrio do corpo e dão suporte à coluna vertebral. Os exercícios ensinam a importância da consciência respiratória, do alinhamento da coluna vertebral e o profundo fortalecimento do tronco e dos músculos abdominais.
Pilates passou a acreditar que o estilo de vida moderno, a má postura e a respiração ineficiente geram problemas de saúde. Como seu estúdio estava próximo a muitos estúdios de dança, Pilates foi descoberto por grandes bailarinos, como Georges Balanchine e Martha Graham.
O repertório do método tem muitas referências ao balé clássico e também à técnica Graham.Muitos bailarinos e atores frequentavam o estúdio para desenvolver sua força e graça, como também para se reabilitar depois de acidentes. Ele escreveu dois livros “Your Health” (Sua Saúde, 1934) e “Return to Life through Contrology” (De Volta à Vida com a Contrologia, 1945). Além disso, ele inventou todos os aparelhos usados hoje pelo método: Cadillac, Reformer, Chair e o Ladder Barrel. Ele faleceu em 1967, aos 83 anos, e manteve uma condição física excelente, inclusive na idade avançada (como mostram as suas fotografias).
Joseph também tinha hábitos excêntricos: fumava charutos, adorava festas e usava suas cuecas de exercício em qualquer lugar. O trabalho e as técnicas desenvolvidos por Joseph e Clara no estúdio foi divulgado e perpetuado pelo trabalho de seus discípulos – os primeiros formam o grupo de Anciãos e os mais novos são os Prodígios.
Até que se transformasse num método, a técnica foi usada principalmente por bailarinos e atletas de elite. Hoje, o Pilates tem seus benefícios amplamente reconhecidos, indicados para todas as pessoas, independente de tamanho, sexo ou idade:
Aumento na flexibilidade
Aumento da força muscular
Força muscular equilibrada
Controle muscular aumentado.
Aumento da estabilidade da coluna vertebral
Aumento da coordenação motora e equilíbrio
Relaxamento
Reabilitação segura em caso de acidentes com juntas ou coluna
Previne danos à estrutura musculo esquelética.
Aumento da saúde e bem-estar.
Mitos sobre Pilates:
.É coisa de mulher
Basta ler a história para saber que não. Os exercícios e aparelhos se adaptam a diferentes níveis de condicionamento físico e podem desafiar MUITO a musculatura dos homens.
.Pilates e ioga são iguais
Movimentos lentos, concentração e consciência corporal são exigências das duas práticas. O Pilates entretanto, as utiliza para fortalecer a musculatura e realinhar a postura, evitando lesões e proporcionando bem estar.
.Pilates é fácil
Há níveis de Pilates – ele não é igual para quem está começando, para quem já faz outras atividades ou para quem está em reabilitação. Cada caso é único e o instrutor deve prestar muita atenção ao aluno. O método tem exercícios desafiadores para todos. Ele trabalha a qualidade do movimento e não a quantidade ou a velocidade. Mas não se engane: os resultados são profundos.
.Qualquer um pode ensinar – ou aprender com DVDs.
Não. Instrutores de pilates são formados em Educação Física ou Fisioterapia. Além disso, eles também fazem cursos de formação, estudam anatomia, as doenças e as possibilidades do corpo. O instrutor qualificado é fundamental – e você só vai conseguir fazer alguns movimentos sozinha quando já tiver algum tempo de prática.
Fonte: discoverymulher.com
Por Lucia Freitas

quinta-feira, outubro 03, 2013

Escolher a roupa ideal para uma festa infantil

A apresentadora do Esquadrão da Moda mostra como unir o conforto que pede um look de festa infantil com a elegância e o charme que não podem faltar à mulher.

Acompanhar o ritmo das crianças não é tarefa fácil, sobretudo quando o dia é todo delas: a festa de aniversário. Escolher as roupas ideais para essas ocasiões facilita no desafio de encarar o corre-corre dos pequenos que parecem ter uma energia inesgotável. Para te ajudar a saber o que vestir em uma festa infantil, a CARAS Online conversou com a consultora de moda Isabella Fiorentino.

Normalmente nessas festas você fica para cima e para baixo, então pense em colocar roupas bem confortáveis e que te deem liberdade de movimento”, destacou a apresentadora do Esquadrão da Moda.

Produções mais despojadas são indicadas para festas infantis, o que não significa usar um look menos atraente e interessante. 

- Como combinar conforto e elegância? Quais peças usar?

Use peças leves e que te deixem o mais confortável possível, claro que sem perder a elegância e o charme. O interessante em uma ocasião como essa é contrapor uma peça mais básica com outra com um toque mais sofisticado. Você pode ir de jeans, mas com uma camisa de seda, ou de vestido longo e um colete de sarja. A peça esportiva dá uma “quebrada” na sofisticada, deixando o visual mais bacana.

- O que evitar?

Evite muitos acessórios, pois podem machucar na hora de pegar as crianças no colo, assim como roupas de tecidos muito duros e peças que te deixem sem muito movimento. Também evite peças muito sensuais e brilhos em excesso, pois não combina com a ocasião.

- Quais calçados podem ser usados sem medo? Quais modelos evitar?

Sapatilha de bico fino é muito indicada. É superchique e elegante. Evite saltos muito altos, porque o corre corre com as crianças vai ser intenso.

- Em relação aos anfitriões da festa existe alguma recomendação específica? Qual?

Festa de criança tem que ser para as crianças! Elas gostam do que é simples e descomplicado, portanto, festas que parecem casamentos só agradam aos pais. A criançada quer mesmo é brincar e se divertir!

Fonte: Caras Online
Por: Felipe Pinheiro

sexta-feira, setembro 27, 2013

15 truques de moda para acertar quando for às compras

1. Blusas com listras 

As listras horizontais do navy estão em alta. Funcionam bem com quem quer aumentar os ombros estreitos. 

2. T-shirt 

A camiseta ideal não é larga (mesmo se você for gordinha) nem justa. Repare se a costura do ombro está no lugar e se a barra está sobre os ossinhos dos quadris. E esqueça as baby looks, que deixam qualquer uma barriguda. 

3. Vestidos 

Vestido bom é o que respeita a proporção do seu corpo: o comprimento precisa alongar sua silhueta; se a cintura é marcada, os quadris não devem parecer muito largos; e o decote e as alças devem ser capazes de sustentar os seios. 

4. Camisas 

As camisas mais soltinhas com mangas fluida, são curingas e ficam bem em todo tipo de corpo. 

5. Decote 

Os decotes em V (no máximo até a altura do estômago) equilibram o corpo de quem tem quadris largos e pernas grossas. 

6. Calça de cintura alta 

O cós sobre o umbigo ajuda a segurar a barriga. E atenção: quanto maior a altura do cavalo e do zíper, menos os pneuzinhos vão aparecer. 

7. Sapatos fechados 

Modelos baixos e fechados, como os oxfords, vão bem em looks que evidenciam as pernas: com saias e shorts curtos ou médios e skinnies. 

8. Peplum 

O peplum (aquele babadinho na altura dos quadris) funciona bem para criar a ilusão de uma cintura mais fina e quadris mais largos. Se você for baixinha, invista em um salto alto para alongar a silhueta. 

9. Saia em A 

Essa saia (curta ou logo acima dos joelhos) é perfeita para todos os tipos de corpo, porque afina a cintura e não marca os quadris. Já as saias retas disfarçam quadris largos e bumbum grande. 

10. Short 

Para garantir que vai ficar legal, fique atenta ao comprimento: ele deve ultrapassar a parte mais larga das coxas e a barra não pode ficar justa nem pegar entre as pernas. 

11. Calça flare ou boot cut 

Os modelos flare (com abertura suave na barra) ou boot cut, ajudam a alongar a silhueta, especialmente se tiverem o cós baixo ou médio. Use-as com botas ou sapatos, ambos com saltos. 

12. Bota montaria 

Ao usar cano longo com saia, lembre-se de deixar muita pele entre as duas peças. Se a bota tiver salto e bico fino, mostre ao menos os joelhos. 

13. Calça legging florida 

É um hit, mas pode dar a impressão de pernas mais grossas. Se quiser driblar o efeito, use com blusas soltinhas. 

14. Calça skinny 

Ela ajuda a deixa a sua silhueta mais sequinha. Se você tem coxas grossas e canelas finas, combine com blusas sem sobras. Se é baixinha invista em sapatos de salto, para alongar ainda mais. 

15. Blusa com manga 

As mangas (pelo menos 4 dedos a partir dos ombros) podem ajudá-la a afinar os braços, desde que não sejam justinhas.

Conteúdo de: Gloss
Fonte: MdeMulher

segunda-feira, setembro 23, 2013

Com Usar Shorts Saia Assimétrico

No mundo da moda sempre tem inovações, o que não fazia mais parte do vestuário por algumas décadas, retorna com força total e cheio de novidades, como é o caso do shorts saia, que foi hit dos anos 90 e voltou em 2013 com tudo e com modelinhos assimétricos. E é sobre como usar shorts saias assimétrico que vamos falar hoje ao longo deste artigo.

Shorts Saia Assimétrico

O short saia ou saia short também tem outro nome que é skorts, por mais que fizeram a cabeça das mulheres da década de 90, e depois deu uma apagada, eles nunca saíram totalmente do mundo da moda, pois viveram durante todo este tempo no mundo esportista como o tênis, golfe e academias. Mas nas ruas não se via muito até então. Este item também já passou a ser uniforme escolares em algumas escolas mais tradicionais, mas depois caiu no desuso.Nos dias de hoje o skorts veio para compor uma nova moda com seus modelos assimétricos, onde atrás parece um shorts e na frente uma saia com duas pontas sobrepostas.

Para não errar no look com esse modelito, basta apostar nos tons neutros, que são cores chaves na hora de compor o visual, principalmente no caso desta peça.

Outra coisa, não escolha skorts assimétricos muito curtos, pois ele te deixará com uma aparência de quadris largos.

Dicas para Usar Shorts Saia Assimétrico

Uma das vantagens da peça, é que podem ser combinadas com peças de cima mais despojadas como regatas, batas e outras ou mais clássicas como a camisa, blazers, entre outras. Um dos looks que a mulherada despojada adora é uma camisa jeans, o skort assimétrico e um all star, pode usa-lo também com camiseta e bota, blazer e sandália de tiras, são várias formas de se usar, basta adaptar a peça ao seu estilo e criar seu próprio look.Mas claro lembrando-se da regrinha básica, onde skorts neutros são as peças chaves para deixar qualquer look perfeito. também pode ser usado com jaquetinhas, scarpins, colares maxcolor, entre outras peças e acessórios que toda mulher adora. Agora que já sabem como usar, basta montar seu look com seu skort assimétrico e sair desfilando por ai.

Fonte: Mundo Indica

quinta-feira, fevereiro 28, 2013

Giovanna Antonelli em "Salve Jorge": os truques de estilo da delegada Heloisa

"Salve Jorge" é uma febre nacional e, como em toda novela, algumas personagens se destacam. Neste time está Giovanna Antonelli, que caiu na graça do povo por sua desenvoltura no papel da delegada Heloisa - que vai ajudar a combater o tráfico humano, principal assunto da trama -  e por seu estilo superextragavante, mas não menos elegante. Pensando nestes looks nada básicos, Marie Claire listou as principais características fashion para você se inspirar e adotar.

 

giovanna-antonelle-heloisa-acessorios HELOISA ADORA MISTURAR MUITOS ACESSÓRIOS EM UM MESMO LOOK (Foto: Reprodução)

ACESSÓRIOS MAXIMALISTAS


Não é fácil combinar tantos acessórios de uma só vez como faz Heloisa. O visual pode cair no over e, pior, cafona. Para evitar este problema, faça como ela e aposte nas cores certas. Por exemplo: se optar por uma camisa estampada, procure equilibrar o tom das outras peças - de preferência, lisas. Brincos, colares e pulseiras usados de uma vez são permitidos, desde que todos sejam prateados ou dourados.

Já o truque de dois cintos, uma das manias da personagem de Giovanna, não só deixa o look mais feminino, como também moderno e com a impressão de cinturinha mais fina. Porém, ele só funciona com aqueles mais finos ou de espessura média. Nada de combinar dois cintos grossos, o resultado será de um estranho falso corpete.

 

AS ESTAMPAS DE BICHOS SÃO AS PREDILETAS DE HELOISA (Foto: Reprodução e Divulgação)AS ESTAMPAS DE BICHOS SÃO AS PREDILETAS DE HELOISA (Foto: Reprodução e Divulgação)

AS ESTAMPAS


As animal prints, as prediletas da personagem, são as mais dificeís de serem combinadas. Heloisa sabe fazer muito bem o uso delas, sempre misturando com outras peças de tom neutro. Se a camisa é de cobra, a calça é jeans ou cáqui. Quando ela opta pela pantalona estampada, a parte de cima é preta.

Como a delegada é uma amante de acessórios, esta compensação é fundamental, mas a dica extra é: se você quiser combinar sua roupa de onça, zebra ou qualquer outro bichinho com uma outra de cor mais forte, é permitido. Desde que você eleja apenas um acessório para compor a produção.

 

QUALQUER PEÇA DE CINTURA ALTA JÁ É FEMININA POR NATUREZA (Foto: Reprodução)QUALQUER PEÇA DE CINTURA ALTA JÁ É FEMININA POR NATUREZA (Foto: Reprodução)

A CALÇA DE CINTURA ALTA


Em quase todas as suas produções, a personagem de Giovanna Antonelli usa calça de cintura alta. Como ela tem proporções equilibradas, pode optar por modelos com diversos tipos de bolso.

Mas é ideal saber qual é o melhor para o seu corpo: os "faca" ou com pregas frontais, como o cáqui e o laranja acima, funcionam melhor em quem tem quadril estreio. Já o bolso da imagem à esqueda não evidencia as curvas, então se você possui o corpo "violão", aposte nele, uma vez que não aumenta a região.

 

Fonte: por Redação Marie Claire

quarta-feira, fevereiro 06, 2013

Moda fitness: legging metálica

Tendência da moda fitness, as leggings metalizadas conquistaram fashionistas e celebridades, que aderiram a esse tipo de calça para usar na academia. Apesar de o brilho da legging chamar a atenção, existe uma variedade de tons e cores, que permitem criar looks tanto para mulheres discretas quanto para as ousadas.

 

Grazi-Massafera-Looks-de-academia-02

 

Tecido das leggings metalizadas

 

O segredo para esse efeito metalizado é o tecido, chamado cirré, que tem esse aspecto brilhante, que lembra o tecido de vinil. Existem outros modelos parecidos no mercado, produzidos com nylon tricot, que combina nylon e elastano.

 

Cores

 

Existe uma imensa variedade de cores de leggings metalizadas, que vão desde as mais vibrantes até as mais neutras: verde, rosa, azul, laranja, roxa, prateada, dourada, preta e marrom são algumas delas. As calças ficam com uma aparência metálica fosca e marcam bastante a silhueta, por isso, é preciso tomar alguns cuidados na hora de comprar a sua legging metalizada:

  • Se você está acima do peso e quer esconder as dobrinhas, aposte nas cores mais escuras, como azul e verde escuro, preto e marrom, que disfarçam a silhueta. Neste caso, dê preferência também às blusas mais soltas.
  • Se optar pelas leggings mais coloridas, como roxa, dourada ou rosa, opte por blusas com cores neutras, como branca, cinza ou preta. Caso contrário o look ficará over.
  • Na hora de colocar o top e o tênis, as dicas são as mesmas: invista em modelos discretos e com cores neutras.
Leggings metalizadas fora da academia

 

As leggings metalizadas também podem ser usadas fora da academia. Cores como dourado, preto, cinza e prata permitem a criação tanto de looks descolados e ousados quanto de looks discretos, que podem ser usados tanto de dia quanto de noite, em ocasiões informais. A dica para criar esses looks, no entanto, é praticamente a mesma que as anteriores:

  • Invista em peças e acessórios mais básicos e com cores neutras.
  • As camisas transparentes, por exemplo, deixam o look refinado, enquanto as T-shirts garantem uma produção bastante descolada. Ambas são opções que deixam o visual estiloso.
  • Nos pés, o salto alto está liberado e deixa o look mais elegante. Se quiser ousar, opte por sapatos menos delicados, como o coturno ou o creeper, que está em alta.

 

Fonte: Dicas de Mulher Por Letícia Greco

 
Copyright 2009 Ludi Vaz Personal Stylist. Powered by Blogger Blogger Templates create by Deluxe Templates. WP by Masterplan